BRIC - the new emerging world superpower

Discussion in 'Economics' started by SouthAmerica, Mar 6, 2012.

Thread Status:
Not open for further replies.
  1. March 6, 2012

    SouthAmerica: BRIC - the new emerging world superpower of the 21st century.


    Escobar: Putin not part of NWO, labelled evil by elites – March 5, 2012

    <iframe width="420" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/7YY7tFfxT5w" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>


    It's official - Vladimir Putin has won the presidential race to become Russia's leader for a third term. Official results have given him almost 64 per cent of the vote. Asia Times correspondent Pepe Escobar in Thailand says that despite the Russian people making their choice clear, the U.S. is still on a mission to vilify the country...


    .
     
  2. March 6, 2012

    SouthAmerica: The article says that India and China in the next meeting at the end of this month are making official a proposal for the creation of a new bank just for the BRIC'S countries to replace the World Bank, and the International Monetary Fund (IMF) – this new BRIC'S Bank would include only Brazil, Russia, India, China and South Africa.


    *****


    O Estado de S. Paulo – March 3, 2012
    Índia e China querem um FMI dos Brics
    http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,india-e-china-querem-um-fmi-dos-brics,104834,0.htm

    By: Jamil Chade, de O Estado de S. Paulo

    Gigantes asiáticos vão agora buscar o apoio dos outros países que fazem parte do grupo: Brasil, Rússia e África do Sul.

    China e Índia levarão à cúpula dos países emergentes, no fim do mês, a proposta de criação de um Banco dos Brics (grupo composto, além das duas nações asiáticas, por Brasil, Rússia e África do Sul). A ideia é que seja uma alternativa ao Banco Mundial e ao Fundo Monetário Internacional (FMI). A proposta promete estabelecer uma revolução na hegemonia das instituições que, há mais de 50 anos, são controladas por países ricos.

    O projeto já vinha sendo costurado pelos indianos há meses, com o propósito de estabelecer um mecanismo que permitisse o financiamento de projetos exclusivamente nos países em desenvolvimento. Sexta-feira, o projeto acabou ganhando um parecer positivo da China e a ideia é convencer agora Brasil, Rússia e África do Sul a se unir ao projeto.

    O primeiro rascunho circulou, há uma semana, durante uma reunião do G-20 no México. Mas a ideia ficou de ser estudada pelos demais parceiros. O projeto ganhou corpo depois da reunião entre os chanceleres indiano, S.M. Krishna, e chinês, Yang Jiechi.

    Na visão dos indianos, instituições como o FMI serão dominadas nos próximos anos para socorrer as economias europeias, enquanto a própria gerente do Fundo, Christine Lagarde, percorre o mundo em desenvolvimento pedindo mais recursos. Na Basileia, onde os BCs das principais economias se reúnem a partir de hoje, fontes do Banco Central Indiano admitem que os Brics começam a refletir se devem de fato sair ao socorro da Europa, ou se devem estabelecer sua própria agenda.

    "A agenda do FMI e do Banco Mundial estará dominada por mais uma década na recuperação da economia mundial", disse a fonte indiana. "Os Brics precisam definir se é isso que querem ou se têm outras prioridades. Por isso, a cúpula do dia 28 e 29 de março será tão importante", declarou.

    Juntos, os governos emergentes têm reservas no valor de US$ 3,3 trilhões. "Não devemos usar isso apenas para socorrer a Europa. Temos nossos próprios projetos", indicou.

    Mas a criação da nova instituição, que deve ganhar o nome de Banco de Desenvolvimento dos Brics, já é alvo de acirrada disputa. Pelo projeto indiano, a presidência da instituição deveria ser rotatória entre os cinco países. Mas os chineses insistem em que devem ter um poder maior, já que sua economia é a segunda do mundo e parte importante do novo fundo virá de Pequim.

    Na realidade, o debate apenas repete dentro dos Brics a disputa de poder que o bloco conduz em relação aos países industrializados. China, Índia e Brasil vêm insistindo em que devem ter um poder de voto maior dentro do FMI e do Banco Mundial, diante da nova realidade de suas economias. Reformas já foram realizadas, mas, na prática, incrementaram o voto dos emergentes apenas de forma marginal.

    Os emergentes conseguiram romper a regra de que a direção dessas duas organizações devam ficar apenas entre americanos e europeus. Mas, ao menos por enquanto, dar o poder de uma das instituições a um emergente não passou de teoria.

    No próximo mês, o americano Robert Zoellick deixará o Banco Mundial. Mas os principais candidatos cotados para o cargo são, como sempre, de países desenvolvidos. Um dos nomes é o da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton.

    .
     
  3. SA, there's this great show called 'American Idol', why don't you start watching it and just forget about the stuff you are posting.
     
  4. Nobody is forcing you to read my postings.

    I never watched the 'American Idol' program that you mentioned.

    I guess you are the one who should stick to watching the 'American Idol' stuff, that way you don't get upset with these articles and videos about what's happening in other parts of the world.

    You can bet that you are not going to read about this information in the US mainstream media.

    By the way, the "O Estado de S. Paulo" is one of the major newspapers in Brazil, and it is equivalent to "The New York Times" here in the United States.

    .
     
  5. You can put him on ignore if you don't like his posts.
     
  6. mokwit, don't listen to SA's donkey rant.....he's got nothing better to do. He'll will eventually roam back to his stable.
     
  7. CET

    CET

    It is clear someone has self-esteem issues.
     
  8. Yeah, lucked into some iron ore deposits and now they think they are a superpower.
     
  9. The two richest men in the world at the moment are Brazilians.
     
  10. Why not?

    America is wasting money hand-over-fist, leveraging up debt which will eventually cause our financial collapse.... pissing away our advantages.

    :mad: :mad:
     
    #10     Mar 6, 2012
Thread Status:
Not open for further replies.